Plano de Paisagem de Guimarães

DSC_0718_

O Plano de Paisagem de Guimarães preconiza acções a favor da valorização e qualidade da paisagem do concelho de Guimarães, precavendo a aplicação da Convenção Europeia da Paisagem à escala municipal. Este projeto impõem-se por via da aferição e estruturação de unidades de paisagem para o território municipal de acordo com as orientações da Direção Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano (DGOTDU) para a implementação da Convenção Europeia da Paisagem (Decreto n.º 4/2005 de 14 de Fevereiro) no âmbito municipal, bem como pelo preconizado no Plano Director Municipal (PDM) de Guimarães enquanto opção de trabalho de “qualificação da paisagem e dos grandes valores ambientais, ecológicos e patrimoniais verificados no território” (CMG,2015:184).

O Plano de Paisagem de Guimarães propõe a identificação de Unidades de Paisagem, cada uma definida através do seu carácter, que resulta da integração das componentes naturais (o quadro geológico, o relevo, a hidrografia e a presença de planos de água, solo e biodiversidade, entre outros) e das suas componentes culturais (o contexto histórico, o povoamento o cadastro de propriedade rústica, e o uso do solo, por exemplo).

Esta contribuição construirá um diagnóstico prospectivo sendo baseado na selecção dos elementos identitários da paisagem, no estudo da multifuncionalidade da actual e potencial paisagem, nos resultados da participação pública, nos reconhecimentos de campo, nos Planos e Regulamentos e Instrumentos de Gestão Territorial em vigor, de que resultará a definição de tendências e de orientações para o ordenamento e gestão da paisagem. No seu todo espera-se contribuir para uma outra forma de pensar a cidade, mais integrada e holística, mais participativa e que faça inclusão de elementos intangíveis do território que habitamos.