Para assinalar o Dia Mundial da Árvore, que se comemora a 21 de março, o Laboratório da Paisagem propõe que seja eleita a “Árvore do Ano de Guimarães 2021”. A escolha será feita pelos vimaranenses através de uma votação que está disponível nas redes sociais e no sítio do Laboratório da Paisagem.

A votação estão oito árvores, todas centenárias e classificadas como de interesse público pelo ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. São elas os três cedros-do-himalaia localizados no Cemitério Municipal da Atouguia, um eucalipto na Penha, dois plátanos nos jardins do Paço dos Duques de Bragança, o pinheiro-manso em Silvares e a oliveira no Museu de Alberto Sampaio. Refira-se que esta última aguarda ainda que a sua classificação seja publicada em Diário de República.

Ao mesmo tempo, está disponível uma página com o arvoredo classificado como de interesse público em Guimarães, desde as árvores isoladas (a votação) e os conjuntos arbóreos do Parque da Penha, da Casa da Ribeiro, em Ponte, do Jardim do Mosteiro de Santa Marinha da Costa e do Jardim do Palácio de Vila Flor.

O Laboratório da Paisagem lança ainda o desafio aos vimaranenses para que possam identificar outros exemplares, sobretudo em terrenos privados, para que possam ser avaliadas as suas classificações.