“Uma Árvore por Cada Vida – Criar Raízes Por Um Mundo Melhor”, é este o mote da iniciativa lançada no Dia Mundial da Árvore, que se assinala esta segunda-feira 21 de março, pelo Hospital da Senhora da Oliveira de Guimarães (HSOG), Laboratório da Paisagem, Resinorte e Município de Guimarães.

A campanha materializa-se na oferta de uma árvore, entregue na forma de um voucher aos pais, na maternidade do Hospital da Senhora da Oliveira de Guimarães. Um gesto simbólico que serve para vincar o compromisso com a vida e com o Planeta.

Os pais que tenham terreno próprio podem levantar uma árvore autóctone no Horto Municipal de Guimarães, realizando a sua plantação de forma autónoma. Os restantes, sem terreno próprio, devem utilizar o voucher para um dos dois momentos de plantação conjunta, em local designado pelo Município de Guimarães e agendados para o primeiro sábado de outubro e o primeiro sábado de março.

Olga Castro, enfermeira do HSOG, explicou que a ideia surgiu “de uma experiência pessoal e familiar”. “No nascimento dos meus filhos plantei uma árvore, para celebrar o momento, mas também para que eles criassem uma ligação e uma afinidade à natureza”, destacou, completando que “é responsabilidade de todos garantirmos um futuro melhor para todos”.

Adelina Pinto, vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães e presidente do Laboratório da Paisagem, partilhou que com esta iniciativa se pretende “fomentar a floresta, o cuidar das árvores e do Planeta”.

Para além do Laboratório da Paisagem a iniciativa conta com o apoio da Resinorte. Marisa Lima, em sua representação, afirmou que no âmbito da recolha do material reciclado do HSOG, que é posteriormente valorizado, “é possível entregar uma contrapartida financeira, que vai permitir contribuir para a aquisição das árvores, dentro do campanha Toneladas de Ajuda”.

Refira-se que anualmente nascem cerca de 1800 crianças na maternidade do Hospital da Senhora da Oliveira de Guimarães, pelo que é esse o número de árvores que deverão ser entregues anualmente no âmbito desta iniciativa, incluída no projeto municipal “Guimarães mais Floresta”, cuja missão é a de (re)florestar diversas áreas do concelho, contribuindo para promoção e proteção da biodiversidade e da floresta autóctone.