O Laboratório da Paisagem está a distribuir armadilhas para captura de vespas velutinas às Juntas de Freguesia e Brigadas Verdes de Guimarães, operacionalizando um projeto do Município de Guimarães, através do Serviço Municipal de Proteção Civil. A implementação do projeto surge no âmbito da candidatura “Deteção e Combate à espécie exótica invasora vespa velutina na Comunidade Intermunicipal do Ave” do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

O projeto está ainda a ser realizado em colaboração com o projeto Poliniza-te, do Laboratório da Paisagem, que tem permitido trazer para a discussão, nomeadamente em contexto escolar, a importância dos polinizadores e do desenvolvimento de uma estratégia local que vise a sua proteção e promoção.

Nesta fase, a implementação desta rede de armadilhas pretende capturar as vespas fundadoras, diminuindo assim a constituição de ninhos, minimizando o impacto desta espécie invasora no nosso território.

Nesse sentido, o Município de Guimarães e o Laboratório da Paisagem estão a promover o envolvimento das Juntas de Freguesia e das Brigadas Verdes do Concelho, com a distribuição gratuita de armadilhas que serão alvo de monitorização pela comunidade envolvida.

Também os apicultores, com apiários ativos, estão a ser desafiados a colaborarem neste projeto. O objetivo é que, para além de contribuírem para a captura de vespas fundadoras, possam proteger os respetivos apiários.

Para a entrega de armadilhas aos apicultores com apiários ativos deverá ser contactado o Serviço Municipal de Proteção Civil de Guimarães (253 421 212) para o agendamento da entrega.