O auditório da Universidade do Minho, em Guimarães, recebe, na próxima sexta-feira, 27 de maio, pelas 9h30, a sessão final da sétima edição do Eco Parlamento. Esta é uma das atividades âncora do programa ambiental municipal PEGADAS, coordenado pelo Laboratório da Paisagem e que abre espaço ao debate entre os estudantes do ensino básico, tendo como pano de fundo os Objetivos do do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Os desafios e soluções ambientais dos agrupamentos são os seguintes: Abação – “Recantos da biodiversidade”; Professor Abel Salazar – “Pensa Verde Antes de Comprar!”; Ferndo Távora – “Janelas Verdes”; Santos Simões – “Sinergias Escolares em Guimarães (e mais) – SEG +”; Vale de S. Torcato – “Inter(ger)ações; Virgínia Moura – “Devolver as cores à natureza”.

Cada um dos agrupamentos é constituído por quatro estudantes dos vários ciclos de ensino. Recorde-se que, em março, todos eles apresentaram os seus desafios ambientais numa sessão que teve lugar no Laboratório da Paisagem, tendo nos últimos dois meses procurado soluções sustentadas, que serão agora apresentadas.

A avaliar todo o trabalho produzido está um júri externo, composto por representantes da Estrutura de Missão Guimarães 2030, e-Gov UNU, Vimágua, Resinorte e Laboratório da Paisagem.

O Eco Parlamento tem contribuído para a implementação e para a promoção do desenvolvimento sustentável. Assente em metodologias de educação não formal, proporciona aos jovens o incremento de competências discursivas, a síntese do conhecimento adquirido em contexto escolar, a organização de informação científica e a apresentação de ideias e soluções em trabalho de equipa para os desafios ambientais identificados.

A sessão final da sétima sessão do Eco Parlamento terá transmissão em direto na página de Facebook do Laboratório da Paisagem.