Aqualastic: educar, reduzir e valorizar” é a designação do projeto que resulta de uma candidatura do Laboratório da Paisagem ao Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Transição Energética.

Uma exposição fotográfica que ficará patente na Rua Dr. Avelino Germano, uma instalação artística no Largo do Toural e quatro intervenções de arte urbana no Bairro C (Couros) são ações que prometem fazer os vimaranenses repensarem os seus comportamentos diários.

Estas são algumas das propostas do projeto Aqualastic e que serão inauguradas na próxima quinta-feira, 15 de outubro, no âmbito da programação da Green Week Guimarães.

O Laboratório da Paisagem efetuará ainda a apresentação global do projeto, da qual constam ainda propostas de criação de um protótipo de uma “EcoBarreira” numa das linhas de água urbanas de Guimarães e de filtros personalizados para a retenção de resíduos em sumidouros de águas pluviais.

Todas estas ações pretendem contribuir para a redução do impacto dos plásticos nos ecossistemas e decorrem de uma ampla estratégia municipal de redução de plástico que tem vindo a ser desenvolvida. Recorde-se que Guimarães assinou, em 2019, no Fórum Ambiental da EuroCities, um compromisso para redução da utilização de plásticos de uso único.