O Laboratório da Paisagem, em colaboração com o Município de Guimarães e outros parceiros (Resinorte e Cor de Tangerina), apresentou publicamente, na última terça-feira 17 de maio, um programa de atividades no âmbito da sustentabilidade ambiental para o programa “Guimarães 65 ”, que junta mais de quatro dezenas de instituições do concelho que integram a Rede Social de Guimarães. O objetivo é proporcionar atividades diversas aos seniores, relacionadas com a sustentabilidade ambiental e a ciência.

Também o Centro Ciência Viva e Guimarães respondeu positivamente ao repto, com a proposta de atividades no âmbito da divulgação em ciência, tendo-se juntado a esta iniciativa que reuniu vários responsáveis de diversas instituições do concelho que prestam serviço junto dos idosos de Guimarães. Presentes, estiveram também vários presidentes de juntas de freguesias do concelho, que ficaram a conhecer melhor o conjunto de atividades que ficam agora disponíveis.

Das atividades propostas pelo Laboratório da Paisagem de Guimarães, Resinorte e Cor de Tangerina no contexto da Educação e Consciencialização Ambiental, destacam-se atividades que vão desde a partilha de experiências e de memórias, ao processo de plantação de árvores, à importância da reciclagem, à identificação e caracterização de sementes, até às oficinas de pão e confeção de doces festivos reinventados.
Na apresentação pública, a vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, Paula Oliveira, realçou a importância destas atividades para os seniores como forma de contribuir para um envelhecimento ativo, sublinhando ainda a importância destas ações que vão em linha com o espírito da Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia que o Município está a preparar.

Conheça as atividades propostas AQUI.