No passado dia 13 de novembro realizámos uma visita à Rota da Biodiversidade, na montanha da Penha, que inclui o PR3.

Na companhia do Responsável pela Divisão de Espaços Verdes da Câmara Municipal de Guimarães, Jorge Fernandes, percorremos a rota com o intuito de sinalizar as áreas de intervenção e implementação do bosque autóctone – corredor ecológico, um dos propósitos do projeto do VIMACT – Ação Climática Vimaranense pela Pegada Ecológica.

Trata-se de um projeto cofinanciado pela União Europeia, Fundação AMI e Instituto Camões, fruto de uma candidatura submetida, com sucesso, por parte do Laboratório da Paisagem de Guimarães.

O objetivo principal do VIMACT é o incremento da biodiversidade e consequentemente da biocapacidade vimaranense pela renaturalização e recuperação da paisagem da montanha da Penha. Pretende-se envolver a sociedade civil promovendo a participação pública em todo o processo, sensibilizando para a redução da Pegada Ecológica individual.

Este projeto associa-se à concretização do 13º objetivo de Desenvolvimento Sustentável idealizado pela ONU – “adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos”.