Seis dezenas de árvores autóctones, entre freixos-comuns, choupos-negros, amieiros, vidoeiros, salgueiros-pretos e salgueiros-brancos, foram plantadas na freguesia de Castelões, em Guimarães, realizando-se em paralelo o controlo de espécies invasoras.

Esta foi apenas mais uma das muitas ações desenvolvidas no âmbito do projeto Lagoas e Charcas do rio Ave, do Laboratório da Paisagem de Guimarães, que é resultado de uma candidatura submetida com sucesso ao aviso “Educarte: Educar para o Território”, do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Transição Energética.